Curso sobre equidade em Saúde e violências está com inscrições abertas

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) lançou na última segunda-feira (1º) o curso Políticas de Equidade em Saúde e o Enfrentamento das Violências em parceria com o Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) e a Secretaria Estadual da Saúde (SES). A iniciativa conta ainda com o apoio da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul e do Ministério da Saúde, pelo edital público de financiamento de projetos do Programa de Pesquisa para o SUS (PPSUS). As inscrições podem ser feitas na plataforma LUMINA da UFRGS (clique aqui).

No contexto atual das situações de desigualdades faz-se relevante discutir e compreender o conceito de equidade no Sistema Único de Saúde. As desigualdades que enfrentamos no país são frutos da história, de uma trajetória de colonização, de dizimação dos povos indígenas, de escravização e de relações patriarcais que resultam em iniquidades nos dias de hoje. Uma sociedade que tratou e trata diferenças de raça/cor, de etnia, de gênero, de orientação sexual, de classe, de deficiência e de origem geográfica como marginalidades é, portanto, uma sociedade com graves vulnerabilidades.

O tema central deste curso está articulado com uma grande questão: no Brasil a saúde é direito de todas e todos e dever do Estado. O artigo 196 da Constituição de 1988, a “Constituição Cidadã”, foi uma conquista do movimento pela Reforma Sanitária, que envolveu professores e professoras, cientistas, profissionais de diferentes áreas, artistas e tantas outras pessoas que compreendiam a saúde como um bem civilizatório. Entretanto, como garantir que todas e todos tenham acesso equânime a esse direito?

Ao longo dos módulos será possível compreender a concepção das políticas de equidade no SUS, os pontos de partida, as justificativas, a estruturação, a importância no contexto brasileiro, a implementação e, finalmente, a forma como elas se articulam no cotidiano de todas e todos.

O curso tem tempo de estudo estimado em 75h e foi organizado em sete módulos além de um acervo de indicações de materiais complementares que se articulam aos conteúdos do curso e podem servir como instrumentos para o exercício do enfrentamento às violências.

Inscrições: LUMINA

Fonte: Atenção Básica | SES | RS