Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança – PNAISC

Conheça os sete eixos estratégicos da Política Nacional de Atenção Integral à saúde da Criança (PNAISC), com a finalidade de orientar e qualificar as ações e serviços de saúde da criança no território. A Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno (CGSCAM) é responsável por coordenar e implementar a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC) mediante a articulação interfederativa com os gestores estaduais e municipais.

A PNAISC tem por objetivo promover e proteger a saúde da criança e o aleitamento materno, mediante a atenção e cuidados integrais e integrados, da gestação aos nove anos de vida, com especial atenção, à primeira infância e populações de maior vulnerabilidade, visando à redução da morbimortalidade e contribuir para um ambiente facilitador à vida com condições dignas de existência e pleno desenvolvimento.

A contribuição do PIM

O PIM contribuiu especialmente para as ações do eixo “promoção e acompanhamento do crescimento e desenvolvimento integral”, onde se encontram os Projetos Piloto e a Caderneta de Saúde da Criança, por exemplo.

A experiência metodológica e conceitual do Primeira Infância Melhor foi usada para as ações previstas especialmente no Eixo de Promoção e Acompanhamento do Crescimento e do Desenvolvimento Integral. Este Eixo contempla, entre outras ações, a disponibilização e atualização dos conteúdos da Caderneta de Saúde da Criança, cuja próxima versão contou com a colaboração técnica da equipe estadual do PIM, especialmente na abordagem dos aspectos do desenvolvimento infantil e do fortalecimento das competências familiares.

A Política também prevê a qualificação da Atenção Básica em Saúde para a vigilância e estímulo do pleno crescimento e desenvolvimento das crianças na primeira infância, incluindo ações de apoio às famílias para o fortalecimento dos vínculos afetivos. Nesta proposta, destaca-se o Projeto Piloto Cresça com Seu Filho da Prefeitura de Fortaleza, baseado metodologicamente na experiência gaúcha e de quem recebeu apoio técnico em sua fase de implantação.

Para o Primeira Infância Melhor, a elaboração da PNAISC pautada pela articulação de tantos saberes e experiências representa um avanço importante para o Brasil, pois contribui de maneira expressiva para um projeto de nação que cuida, educa e protege suas crianças. Além do privilégio em poder compartilhar da construção desta conquista, o PIM reconhece o destaque conquistado pela primeira infância, uma etapa fundamental para o desenvolvimento humano e que, portanto, demanda um esforço de priorização pelo poder público.

Saiba mais: saude.gov.br/crianca