BID publica livro que sistematiza a experiência do PIM

Livro-PIM-BID-FMCSV-980

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) acaba de publicar a versão em português do livro “Primeira Infância Melhor. Transformando a atenção aos primeiros anos de vida na América Latina: desafios e conquistas de uma política pública no sul do Brasil”. A publicação retrata os processos de implementação, desafios, conquistas e avaliações do Programa gaúcho.

O livro está dividido em quatro capítulos: o primeiro, intitulado “O Programa Primeira Infância Melhor – PIM”, traz a trajetória do Programa além de apresentar os eixos do PIM, a importância da atenção integral e como esta política é implementada na prática, o processo de visitação domiciliar e a ludicidade, validados como tecnologias de intervenção junto às famílias, e as modalidades de atenção; O capítulo “Estrutura e funcionamento” apresenta as orientações técnicas da instituição, recursos humanos, formação das equipes e etapas que compõem o processo de adesão, implantação e implementação desta política pública, os critérios de seleção e perfil dos beneficiários, orçamento e recursos financeiros para sustentabilidade do Programa; O capítulo “Monitoramento como garantia da qualidade do PIM” discorre sobre os níveis de ação de monitoramento das gestantes e crianças na prática, da atuação do Visitador e das equipes municipais assim como os estudos em que se têm avançado para avaliar o Programa; No último capítulo, “Inovando a atenção à primeira infância”, a publicação demonstra o impacto do PIM no fortalecimento da cultura de investimentos na primeira infância, traz uma reflexão sobre as dificuldades para a execução do Primeira Infância Melhor e as lições aprendidas no cotidiano desta política pública.

Para a coordenadora estadual adjunta do PIM, Gisele da Silva, o Programa é uma iniciativa sem precedentes na história do Brasil. “Nestes 14 anos, o PIM tem nos proporcionado vivências que transformam o nosso modo de olhar e acreditar na vida e no potencial de cada sujeito para construir sua trajetória”, relata Da Silva.

A publicação surgiu da necessidade de criação de um documento que sistematizasse todos os processos que o PIM executa. A autora Karine Verch destaca que, “como o Primeira Infância Melhor serve de inspiração para diversas iniciativas dentro e fora do país, a publicação foi criada para servir como guia para as equipes que estão procurando iniciativas de atenção aos primeiros anos de vida”.

O prefácio do livro é assinado pelo ministro do Desenvolvimento Social e idealizador do Primeira Infância Melhor, Osmar Terra, pelo assessor em assuntos legislativos da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI), Vital Didonet, e pela economista sênior da Unidade de Proteção Social e Saúde do BID, Florencia Lopez Boo. Segundo a economista, “este documento não poderia ser mais oportuno e relevante, uma vez que atualmente a expansão do programa nacional Criança Feliz toma o PIM como principal referência”. Para Boo, a publicação servirá como um guia para os gestores de políticas no Brasil e em outros países, bem como para pesquisadores e profissionais interessados em traduzir o debate sobre a melhoria nos indicadores de desenvolvimento infantil em ações e resultados concretos.

A obra, uma produção do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Primeira Infância Melhor (PIM) em parceria com a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal (FMCSV), receberá versões em inglês e espanhol e já está disponível em português. O download é gratuito e pode ser acessado por meio da página do BID. O lançamento das três versões acontecerá no mês de novembro, durante as comemorações da XV Semana Estadual do Bebê.

 


 

01 Comentário

  1. É muito importante esse reconhecimento pelo BID ao Programa Primeira Infância Melhor. Um Programa de extrema que impacta as famílias, crianças e gestantes que atendidas através do mesmo, onde coloca as famílias como protagonistas no desenvolvimento infantil, fase crucial para que este desenvolvimento aconteça de forma saudável, feliz e plena.

Comente