Capacitação treina 30 pesquisadores de estudo que avalia o impacto do PIM

WhatsApp Image 2018-12-10 at 14.18.27 (2)

Referência entre os programas de desenvolvimento da primeira infância no Brasil e na América Latina, o Primeira Infância Melhor (PIM) iniciou mais uma etapa importante em sua história. Com a missão de avaliar o impacto da iniciativa a longo prazo, cerca de 30 pesquisadores do ensino superior participaram de capacitação para utilizar as ferramentas de coleta de dados, compostas de um questionário socioeconômico e ASQ (instrumento de acompanhamento do desenvolvimento infantil). 

O resultado da pesquisa é essencial para que o PIM se torne cada vez mais eficaz e continue auxiliando as famílias gaúchas no desenvolvimento integral das crianças, desde a gestação até os seis anos de idade. O evento aconteceu nos dias 3 e 4 de dezembro, em Porto Alegre.

Mil famílias dos municípios de Porto Alegre, Viamão, Canoas e Serafina Corrêa serão entrevistadas nesta primeira fase da pesquisa, que teve início em 5 de dezembro e ocorre até o dia 21 deste mês. O objetivo do estudo é  verificar os efeitos do PIM a curto, médio e longo prazo, considerando aspectos como fortalecimento de competências familiares, promoção do desenvolvimento infantil e acesso à rede de serviços. 

O estudo longitudinal (método científico que acompanha a evolução de indicadores durante um longo período) utilizado na avaliação do PIM é resultado de parceria entre a Secretaria Estadual da Saúde (SES/PIM) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV/Clear).