Esteio recebe Oficina da Caderneta de Saúde da Criança

Depois de Canoas, agora é a vez do município de Esteio receber a Oficina da Caderneta de Saúde da Criança promovida pelo Primeira Infância Melhor (PIM) e pela Seção de Saúde da Criança e do Adolescente da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul. Realizada hoje (3) no Salão Nobre da Prefeitura de Esteio, a formação contou com a presença de 79 pessoas entre visitadores, monitores e representantes do Grupo Técnico Municipal (GTM) do PIM e Agentes Comunitários de Saúde da Atenção Básica do município.

Na capacitação, foi utilizada a metodologia de oficina ativa onde as pessoas podem participar ativamente de todas as atividades. Para Letícia Boeira, integrante do Grupo Técnico Estadual (GTE) do PIM, “a ideia é poder apropriar mais os visitadores do PIM e ACS sobre o conteúdo da Caderneta, fazer circular mais o conhecimento, para que as pessoas conheçam mais. Com esse entendimento, contribui para as pessoas fazerem uso dele e levarem o conhecimento para as famílias visitadas”. A metodologia da oficina contempla teste de conhecimentos gerais sobre Saúde da Criança e Caderneta de Saúde da Criança; estudos de caso e perguntas norteadoras; passos para qualificar o uso da Caderneta de Saúde da Criança e dinâmica sobre os objetivos da Visita Domiciliar.

Paloma, visitadora do PIM de Esteio, disse que a formação permitiu a ampliação do olhar direcionado à Caderneta de Saúde da Criança. “Na prática, eu vinha usando esse instrumento de forma muito técnica. A Caderneta de Saúde é um material muito rico em informações sobre desenvolvimento integral da criança que pode ser muito melhor aproveitada pelos trabalhadores da Saúde e pelas famílias”, completou. A visitadora destacou ainda a importância do uso do instrumento. “No momento em que nós, visitadores ou Agentes Comunitários de Saúde identificarmos a importância da caderneta, a gente vai poder estimular a família a também valorizar esse material”, reforçou.

Para Márcia, Agente Comunitária de Saúde de Esteio, a capacitação foi muito importante para fortalecer o conhecimento. “Relembrou todas essas coisas importantes como aleitamento, como cuidado com o bebê”, destacou.

A edição de 2019 da Caderneta de Saúde da Criança, disponibilizada pelo Ministério da Saúde, tem duas edições, cada uma com especificidades do desenvolvimento de meninos e meninas, com tiragem de 1.638.593 exemplares.

Confira a Caderneta de Saúde da Criança aqui.