II Cine Debate: Primeira Infância em Foco

Cine-Debate-940

Data: 19 de junho 2018
Local: Casa de Cultura Mario Quintana – Cinemateca Paulo Amorim – Centro Histórico, Porto Alegre
Horário: 13h30 às 16h30
Vagas: 74
Entrada: Gratuita (mediante inscrição)

Objetivo: Debater, com apoio de especialistas, sobre a importância dos primeiros anos para o desenvolvimento humano e o papel das políticas públicas na atenção às famílias para o fortalecimento de suas competências. Após a apresentação , haverá debate sobre o tema com a participação do professor Hermílio Santos e Luciane Pujol, psicóloga do PIM, onde o público poderá interagir com os debatedores, à luz das ideias trabalhadas no documentário.

Público prioritário: Equipes municipais do PIM, estudantes e trabalhadores da saúde, educação e desenvolvimento social.

Promoção:  Governo do Rio Grande do SulSecretaria Estadual da Saúde(SES), Departamento de Ações em Saúde (DAS), PIM – Primeira Infância Melhor e Pontifícia Universidade Católica (PUCRS)

Apoio:  Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do RS

Filme: Infância falada

infancia-faladaFilme: Documentário Infância Falada, dirigido por Hermilio Santos e Kamila Almeida.

Produzido pelo Centro de Análises Econômicas e Sociais (Caes) da Pontifícia Universidade Católica (PUCRS), em parceria com a produtora porto-alegrense Conta pra Mim Filmes, mostra, ao longo de seus 53 minutos, experiências bem-sucedidas em projetos sociais que envolvem crianças e apostam no diálogo como solução de conflitos e diferenças. O que o filme propõe é dar visibilidade ao invisível, ao mostrar que é possível resgatar a infância em comunidades assoladas pela violência.

A ideia do documentário, que em julho foi exibido em Viena, na Áustria, durante 3º Fórum da Associação Internacional de Sociologia, surgiu a partir de um mapeamento dos impactos da violência sobre crianças de zero a oito anos, realizado entre 2012 e 2014 em 15 favelas de São Paulo, do Rio de Janeiro e de Recife. Mas, diferentemente da pesquisa, que salientou o violento cotidiano das comunidades pobres, o filme foca em soluções criativas para a socialização das crianças, apontando caminhos para que, desde cedo, permaneçam distantes das más influências e, por consequência, longe do crime.

Além das três capitais, os produtores também buscaram iniciativas positivas nas cidades de Araçuaí (MG) e Nova Olinda (CE). Financiado pela Bernard van Leer Foundation, da Holanda, Infância Falada conta com versões em inglês, alemão e português.

Trailer

Mapa


 

01 Comentário

Comente