João de Almeida da Fiocruz é vencedor do Prêmio Dr. Lee Jong-wook de Saúde Pública de 2020

João Aprigio de Almeida. Foto: Divulgação / Fiocruz

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou o resultado do Prêmio Dr. Lee Jong-wook de Saúde Pública de 2020, um dos mais importantes na área. E o vencedor é o brasileiro João Aprigio de Almeida, pesquisador do Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), que foi escolhido, dentre cientistas do mundo todo, pelo seu trabalho à frente da rede brasileira de Bancos de Leite Humano.

Rede Global de Bancos de Leite Humano – Brasil (rBLH Brasil)

A rBLH-BR se configura como ação estratégica da Política Nacional de Aleitamento Materno e além de coletar, processar e distribuir leite humano a bebês prematuros e de baixo peso, os Bancos de Leite Humano (BLHs) realizam atendimento de orientação e apoio à amamentação.

Atualmente, a Rede possui mais de 220 Bancos de Leite Humano distribuídos em todos os estados do território nacional, alguns com coleta domiciliar. A rBLH-BR conta ainda com mais de 200 postos de coleta de leite humano (PCLH).

O modelo brasileiro é reconhecido mundialmente pelo desenvolvimento tecnológico inédito que alia baixo custo à alta qualidade, além de distribuir o leite humano conforme as necessidades específicas de cada bebê, aumentando a eficácia da iniciativa para a redução da mortalidade neonatal.

A coordenação da rBLH-BR está sediada na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e tem suporte técnico de duas unidades no Rio de Janeiro: o Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF) e o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict).

Conheça a rBLH Brasil clicando aqui.

Fonte: ICICT – Fiocruz