PIM 13 Anos

O Programa Primeira Infância Melhor (PIM) completou 13 anos de implementação nesta quarta-feira (7), Dia Mundial da Saúde. Para comemorar, a equipe criou sete peças gráficas (Cards) sobre a importância do lúdico com citações de pensadores e artistas famosos, como o filósofo clássico Platão e o poeta e músico Vinicius de Moraes. O objetivo é sensibilizar a população sobre a importância do ato de brincar para o desenvolvimento infantil.

Leia a seguir um texto publicado pela Equipe do PIM sobre a temática do brincar:

“Brincar é coisa séria! Traz em si causa e efeito!

As brincadeiras nos dizem não só sobre as crianças, mas sobre nós mesmos.

A criança é curiosa desde que nasce. Quer aprender a compreender seu mundo. Os primeiros anos de vida é o período de crescimento mais acelerado do cérebro humano. As boas experiências promovem o desenvolvimento saudável. Quanto mais o cérebro trabalha, mais amplia sua capacidade. A aprendizagem inicial da criança prepara o terreno para seu êxito na vida escolar e adulta.

O brincar se coloca como algo natural à infância. É brincando que a criança aprende. Para a criança, o brincar se coloca como intrínseco a sua existência. Ela brinca durante as rotinas diárias; brinca durante as experiências educacionais que lhe são proporcionadas.

Ao brincar, a criança utiliza todos os seus sentidos – audição, visão, paladar, tato, olfato e movimento, para coletar informações sobre o seu mundo. Mais tarde, a linguagem será outro meio de coletar informações, ela organiza essas informações, transformando-as nas primeiras imagens de si própria, outras pessoas e seu mundo.

O brincar é investigativo, exploratório, experimental. Isto possibilita a construção do conhecimento.

Para a criança, brincar e pensar é uma só coisa!

O mundo adulto não pode privar a infância do brincar, pois é através da brincadeira que a criança se relaciona, aprende e apreende o mundo a sua volta. A infância é boa quando a criança tem o olhar do cuidador e a troca com outras crianças. Brincar com uma criança, nos faz nos aproximar dela.

Como abrir mão de algo que se coloca como essencial na relação da criança com o mundo?”

Cards-2-980-2


 

Comente