PIM reúne autoridades em primeira infância em Seminário Internacional

Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES

Os direitos dos bebês e das crianças nos momentos críticos do crescimento até 6 anos de idade de se desenvolver integralmente com saúde, educação e direitos humanos foram debatidos no XIII Seminário Internacional da Primeira Infância, nesta segunda-feira (25), na Casa de Música da Ospa, em Porto Alegre.

“O que podemos deixar de legado para realmente mudar a vida das pessoas não são apenas as discussões políticas, mas os programas como o PIM [Primeira Infância Melhor, programa estadual] e o Criança Feliz [programa federal], que fomenta o crescimento saudável das crianças. Com políticas públicas de visitação familiar auxiliamos as famílias a criar boas memórias e relações afetivas, a desenvolver neurônios e estimular conexões neurais”, disse o ministro da Cidadania, Osmar Terra, um dos criadores dos dois programas.

Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES

“O grande motivo de estarmos aqui são as mais de 50 mil famílias atendidas pelo PIM ou pelo Criança Feliz no Rio Grande do Sul”, disse a secretária da Saúde, Arita Bergmann. “Queremos atingir o máximo possível de crianças, neste trabalho de orientação às famílias, com cuidado e carinho.”

O governador Eduardo Leite ressaltou que o Governo do Estado está priorizando manter em dia os pagamentos aos programas municipais da Atenção Básica à Saúde, não apenas o programa Primeira Infância Melhor, como também Estratégia Saúde da Família e outros. “O PIM se mostrou ao longo dos anos uma programa de grande efetividade”, disse Leite.

Na ocasião, foi assinado o Termo de Compromisso entre as secretarias de Saúde e de Trabalho e Assistência Social, com objetivo de assegurar o trabalho integrado entre o Criança Feliz e o Primeira Infância Melhor.

A integração das iniciativas fortalece o cuidado com os primeiros anos de vida no Rio Grande do Sul, favorece a integralidade da atenção às famílias e reconhece a trajetória pioneira do Estado no desenvolvimento de uma política de visitação domiciliar para a primeira infância.

No Rio Grande do Sul, desde 2003 até o momento o PIM já atendeu 197 mil famílias, 232 mil crianças e 54 mil gestantes, através de 12 mil visitadores.

Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES

Seminário

O Seminário é promovido pelo programa Primeira Infância Melhor (PIM), da Secretaria da Saúde, com apoio das secretárias estaduais de Educação, Cultura, Trabalho e Assistência Social e Justiça, Cidadania e Direitos Humanos. Também conta com o apoio do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedica-RS), Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa). O evento acontece dentro da programação da Semana Estadual do Bebê, que acontece entre 23 e 29 de novembro.

Também aconteceu durante o seminário, o VII Encontro Estadual de Visitadores a entrega do IX Prêmio Salvador Celia. Durante a tarde, palestram representantes da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI), Miriam Pragita; da London School of Economics, Laura Jaitman; da ENSP/Fiocruz, Alexandra Sánchez; da Rede Nacional Não Bata, Eduque!, Amanda Rabello; do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente (Cedica), Ivonete Carvalho e Ana Costa, da Secretaria da Saúde.

Prêmio Salvador Celia

Em paralelo ao Seminário, é realizado anualmente, desde 2011, o Prêmio Salvador Celia, iniciativa voltada à valorização das boas práticas de visitadores do PIM e Programa Criança Feliz, equipes de Estratégia de Saúde da Família e Agentes Comunitários de Saúde junto às famílias e comunidades atendidas. O prêmio é uma homenagem ao Dr. Salvador Celia, reconhecido psiquiatra infantil que dedicou parte da sua vida a estudar e promover ações de cuidado a bebês e crianças.

A 9ª edição do Prêmio Salvador Celia tem como tema “Um olhar sobre a primeira infância” e é realizado na modalidade fotografia.

Galeria

Fotos: Marília Bissigo/Divulgação SES

Fonte: SES/RS