Prêmio INOVASUS abre inscrições para Práticas Integrativas e Complementares

premio-inovasus

Estão abertas até o dia 31 de julho as inscrições para o Prêmio INOVASUS 2018. Nessa edição, poderão ser inscritas iniciativas das secretarias de Saúde dos Estados, municípios e do Distrito Federal, bem como instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos que atuam em colaboração com o SUS, que tenham sido implementadas há no máximo cinco anos ou estejam em execução há pelo menos seis meses.

O Prêmio INOVASUS é uma iniciativa do Ministério da Saúde, coordenada pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) e realizada pelo Departamento de Gestão e da Regulação do Trabalho em Saúde (DEGERTS), que tem como objetivo identificar, reconhecer, valorizar e premiar experiências inovadoras na Gestão do Trabalho no âmbito do SUS.

A iniciativa, além de proporcionar a visibilidade de experiências exitosas locais, permite o fortalecimento da gestão do trabalho por meio de investimentos nas instituições e equipes de trabalho. Nas últimas cinco edições foram premiadas 97 (noventa e sete) iniciativas, dentre as 991 (novecentas e noventa e uma) inscritas, com repasse financeiro de R$ 12.330.000,00 (doze milhões e trezentos e trinta mil reais).

Entre os temas disponíveis neste ano, as Práticas Integrativas e Complementares (PICs) referem-se a iniciativas para inserção de serviços e produtos relacionados à Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura, Homeopatia e Plantas Medicinais e Fitoterapia, o Termalismo Social, Medicina Antroposófica, Arteterapia, Ayurveda, Biodança, Dança Circular, Meditação, Musicoterapia, Naturopatia, Osteopatia, Quiropraxia, Reflexoterapia, Reiki, Shantala, Terapia Comunitária Integrativa, Yoga, Apiterapia, Aromaterapia, Bioenergética, Constelação Familiar, Cromoterapia, Geoterapia, Hipnoterapia, Imposição das mãos, Ozonioterapia e Terapia de Florais. Dentro do contexto do prêmio, as iniciativas que podem se inscrever devem utilizar as PICS voltadas à valorização do trabalhador, as relações e os processos de gestão do SUS, bem como os processos de trabalho dos profissionais nos serviços de saúde.

A iniciativa deverá ser inscrita sob forma de resumo, contendo introdução (contextualização e justificativa); características do processo adotado (atores envolvidos, abrangência, descrição do processo e métodos utilizados), ações desenvolvidas, cronograma de execução. Os critérios de avaliação envolvem o caráter inovador da iniciativa, os resultados das ações implementadas, os elementos conceituais, estratégicos ou metodológicos que possam ser adaptados a outros contextos, os elementos de reconhecimento e promoção da educação permanente, a participação dos trabalhadores nos processos de discussão e decisão e sua sustentabilidade.

Clique aqui, para acesso ao edital e regulamento do prêmio, bem como para realização da sua inscrição.


 

Comente