Prêmio Salvador Celia reconhece boas práticas no atendimento do PIM

27140030_70297_GD
Secretário João Gabbardo falou sobre a importância do PIM – Foto: Priscila Silva

O Simpósio da Primeira Infância abre espaço para o debate sobre a importância dos cuidados com a criança nos primeiros meses de vida e a qualificação dos Visitadores do Primeira Infância Melhor (PIM) e do Programa Criança Feliz (PCF). A abertura do encontro foi realizado nesta segunda-feira (27), no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa. O governador José Ivo Sartori, e a secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, participaram da entrega da premiação do 7º Prêmio Salvador Celia.

Foram premiadas 13 poesias elaboradas pelos visitadores, um por cada macrorregião de Saúde do Estado. A iniciativa integra as comemorações da Semana Estadual do Bebê e é uma homenagem ao médico Salvador Celia, reconhecido psiquiatra infantil que dedicou parte de sua vida a estudar e promover ações de cuidado a bebês e crianças. Dentro da programação do Simpósio também acontece o 5º Encontro Estadual de Visitadores.  Confira os Vencedores Salvador Celia 2017

Sartori destacou que o Prêmio Salvador Celia é uma forma de reconhecer o trabalho de pessoas que dedicam seu tempo para ajudar socialmente e acolher crianças e adultos na sociedade. “É uma oportunidade de chegar na casa dos que mais precisam e oferecer aquela atenção educativa que é necessária para formar cidadãos e integrá-los na vida em sociedade”, afirmou.

O governador também ressaltou que a parceria entre o governo do Estado, os municípios e a União é importante para juntos construírem ações, que integram o PIM e o Criança Feliz, para valorizar o crescimento e a formação das pessoas.

27140203_70308_GDO
Governador Sartori, presidente da Assembléia legislativa, Edgar Pretto e Secretários Gabbardo e Maria Helena na premiação – Foto: Priscila Silva

“Sempre uso aquela frase que diz: ‘O que você fizer pelo seu filho no início da vida, vale para toda a vida’. Se uma criança for bem cuidada, receber carinho, amor e estímulo, ela, com certeza, vai ver a vida de uma outra forma. Essa é a grande diferença que o PIM faz para a sociedade”, destacou a secretária Maria Helena.

A secretária disse que o PIM já está enraizado no Rio Grande do Sul e que o programa Criança Feliz, do governo federal, veio para somar e trazer a oportunidade de um atendimento maior de crianças.

O secretário da Saúde, João Gabbardo dos Reis, falou que as primeiras ações do PIM começaram em 2003 no Rio Grande do Sul e hoje se tornou um programa de referência no país. “Esse é um projeto que visa, na fase mais importante da vida que é o desenvolvimento da criança, darmos as condições de romper o ciclo da miséria e da dificuldade em busca de emprego e dar melhores oportunidade na vida a essas pessoas”, garantiu.

Segundo o secretário Gabbardo, o PIM atinge atualmente mais de 46 mil gestantes atendidas, mais de 200 mil crianças visitadas, e mais de 175 mil famílias assistidas.

Livro sobre o PIM foi lançado durante o evento

27141149_70341_GDO
Livro publicado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento traz um retrato amplo do PIM – Foto: Priscila Silva

O evento também contou com o lançamento de livro ‘Primeira Infância Melhor – Transformando a atenção aos primeiros anos de vida na América Latina: desafios e conquistas de uma política pública no sul do Brasil’ . A obra foi publicada pelo Banco Interamericano de desenvolvimento (BID), e retrata os processos de implementação, desafios, conquistas e avaliações do programa gaúcho, que completa 15 anos em 2018.

27141028_70330_GDO

Lançamento do Livro foi comemorado pelos presentes – Foto: Priscila Silva

Semana do Bebê

A iniciativa é uma promoção do governo do Estado, Secretaria da Saúde, Departamento de Ações em Saúde e Primeira Infância Melhor com apoio do Gabinete da Primeira-Dama do RS; Secretaria do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos; Presidência da Assembleia Legislativa do RS e Fundação Maria Cecília Solto Vidigal. O público prioritário Visitadores do PIM/Programa Criança Feliz (PCF), equipes de Atenção Básica em Saúde e Estratégia de Saúde da Família, especialistas, estudantes e demais trabalhadores da saúde, educação e desenvolvimento social.

Fonte: SES/RS


 

Comente