Prorrogadas as inscrições do Prêmio Salvador Celia até o dia 15

As inscrições para a sétima edição do Prêmio Salvador Celia foram prorrogadas até o dia 15 e podem ser realizadas por meio da página oficial do evento. A premiação deste ano tem como tema “Visitação Domiciliar: A importância do olhar singular no desenvolvimento da criança” e está ocorrendo na modalidade Poesia.

PSC2017-banners-05-980

Iniciativa voltada à valorização das boas práticas de Visitadores do Primeira Infância Melhor (PIM) / Programa Criança Feliz (PCF) e Equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) / Agentes Comunitários de Saúde (EACS) junto às famílias e comunidades atendidas, a 7ª edição do Prêmio Salvador Celia é promovida pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul, através do Departamento de Ações em Saúde (DAS), por intermédio das coordenações da Atenção Básica e PIM/PCF.

O prêmio é uma homenagem ao Dr. Salvador Celia, reconhecido psiquiatra infantil que dedicou parte da sua vida a estudar e promover ações de cuidado a bebês e crianças. Como parte das comemorações da 15ª Semana Estadual do Bebê, o Prêmio Salvador Celia será concedido para sete Visitadores do PIM/PCF e para sete equipes da ESF/EACS, conforme regulamento descrito no edital de 2017.

Mais informações sobre as inscrições podem ser encontradas na página oficial do evento.


 

01 Comentário

  1. O Direito das Crianças
    Toda criança no mundo
    Deve ser bem protegida
    Contra os rigores de tempo
    Contra os rigores da vida.

    Criança tem que ter nome
    Criança tem quer ter lar
    Ter saúde e não ter fome
    Ter segurança e estudar.

    Não é questão de querer
    Nem questão de concordar
    Os direitos das crianças
    Todos tem de respeitar.

    Tem direito à atenção
    Direito de não ter medos
    Direito a livros e a pão
    Direito de ter brinquedos.

    Mas criança também tem
    O direito de sorrir
    Correr na beira de mar
    Ter lápis de colorir…

    Ver uma estrela cadente,
    Filmes que tenha robô,
    Ganhar um lindo presente,
    Ouvir história do avô.

    Descer do escorregador,
    Fazer bolha de sabão,
    Sorvete, se faz calor,
    Brincar de adivinhação.

    Morango com chantilly,
    Ver mágico de cartola,
    O canto do bem- te -vi,
    Bola, bola, bola, bola!

    Lamber fundo da panela
    Ser tratada com afeição
    Ser alegre e tagarela
    Poder também dizer não!

    Carrinho, jogos, bonecas,
    Montar um jogo de armar,
    Amarelinha, petecas,
    E uma corda de pular.

    Ruth Rocha

Comente