Série Histórias do Futuro da GloboNews aborda experiência do Primeira Infância Melhor

globonews-miriam-arita

A experiência de atendimento do Primeira Infância Melhor (PIM) no quilombo Rincão das Almas foi usada para ilustrar o episódio “Bons exemplos na área da saúde” da série “Histórias do Futuro”. A equipe da jornalista Miriam Leitão da GloboNews viajou até São Lourenço do Sul, a 200 quilômetros de Porto Alegre, para contar a história do atendimento à comunidade.

A proposta da equipe é mostrar iniciativas brasileiras particulares e políticas públicas que se destacaram pela excelência, atravessando governos e administrações diferentes. O PIM foi escolhido para ser apresentado no quarto programa da série ao lado do Instituto Estadual do Cérebro (IEC) do Rio de Janeiro, conduzido pelo neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho.

A série foi apresentada pela jornalista Miriam Leitão, autora do roteiro original da série – o livro homônimo “História do Futuro – O Horizonte do Brasil no século XXI”. O livro foi lançado em 2015 depois de quatro anos de pesquisas, viagens e entrevistas e indica tendências em áreas como meio ambiente, demografia, educação, economia, política, saúde, energia, agricultura e tecnologia.

O PIM Quilombola foi escolhido para apresentar, na prática, como funciona o programa em comunidades tradicionais. A secretária da Saúde de São Lourenço do Sul, Arita Bergmann, e a enfermeira do Grupo Técnico Estadual (GTE) do PIM, Letícia Boeira, explicaram para Miriam Leitão como a dedicação das visitadoras e a participação da família é fundamental para o desenvolvimento integral das crianças até os seis anos de idade. A visitadora Franciane Furtado, a Gugu, que atende 13 famílias, com 15 crianças, abordou a metodologia de atendimento do PIM.

O programa foi ao ar pela GloboNews e está disponível online.

PIM Quilombola

O Primeira Infância Melhor (PIM) nas comunidades tradicionais objetiva potencializar a cultura e as experiências familiares, promovendo ações que buscam o desenvolvimento integral de suas crianças, adequando ações metodológicas, conteúdos e atividades desta política à realidade cultural local por meio de modalidades de atenção dirigidas a esses grupos.

Atualmente, o PIM de São Lourenço do Sul atende 249 crianças e 32 gestantes em 261 famílias. O município implantou também o programa Criança Feliz e aumentou o número de visitadores do PIM de 15 para 18 profissionais.


 

Comente