Vencedoras do 8º Prêmio Salvador Celia conhecem experiência no Amazonas

Gaúchos visitaram o município de Careiro da Várzea, no Amazonas. Foto: Divulgação

Uma experiência transformadora. Assim a equipe do Rio Grande do Sul avalia os quatro dias em que estiveram no Amazonas conhecendo o trabalho desenvolvido pelo Programa Criança Feliz (PCF) no norte do país. A viagem, que teve início no dia 28 de maio, é a premiação concedida a Elaine Müller, visitadora do Primeira Infância Melhor / Programa Criança Feliz (PIM/PCF) de Carazinho, e Ernestina Fátima Berta, Agente Comunitária de Saúde de Cruz Alta, vencedoras da 8ª edição do Prêmio Salvador Celia, em 2018.

Na oportunidade, os gaúchos visitaram o município de Careiro da Várzea, localizado a cerca de 28 Km da capital Manaus, cujo acesso por via fluvial permite conhecer o encontro das águas dos rios Negro e Solimões. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Careiro da Várzea tem uma população de 29.585 habitantes.

Ernestina Fátima Berta e Elaine Müller, vencedoras da 8ª edição do Prêmio Salvador Celia. Foto: Divulgação

Para Elaine, essa foi a viagem dos sonhos. “Minha imaginação não conseguiu ir tão longe e pensar tudo o que vivi em Manaus e Careiro da Várzea”, disse. Para a visitadora, a experiência foi enriquecedora. “A ideia de intercâmbio foi um diferencial nesta premiação, pois oportunizou ao visitador ter uma experiência de trabalho e de vida maravilhosa. Os desafios da visitação domiciliar no município de Careiro da Varzea, com comunidades ribeirinhas, são únicos”, comentou.

Fátima também trouxe bastante experiência positiva na bagagem. “Estou realizada em ter competido e ganho o Prêmio Salvador Celia, pois tive a oportunidade de viajar para o Amazonas e ver de perto a realidade daquele povo que, apesar das dificuldades, mostram garra e tem prazer e orgulho de seu trabalho”, afirmou. A agente encarou a vivência como um aprendizado. “Povo hospitaleiro, aprendi muito com eles e pude ver o quanto admiram o PIM, programa pioneiro”, finalizou.

Careiro da Várzea tem 90% de seu território submerso no rio. 
Foto: Divulgação

Além de Elaine e Fátima, a equipe do RS foi composta pela representante do Grupo Técnico Estadual (GTE) do PIM, Sandra Nique, pela coordenadora adjunta estadual do PIM, Carolina Drügg, e pelo integrante da equipe técnica estadual da Saúde Indígena, Guilherme Müller.

A missão contou com o apoio da coordenação estadual do Programa Criança Feliz e gestores do Estado do Amazonas, que hoje acompanham o trabalho desenvolvido em 52 municípios do estado num grande esforço para garantir acesso e qualidade no serviço ofertado, priorizando o  respeito à diversidade cultural de cada território.

Os atendimentos acompanhados possibilitaram conhecer a realidade das comunidades ribeirinhas e compreender o imenso desafio enfrentado pelos cinco visitadores semanalmente. É preciso enfrentar a força do Rio Solimões para acessar de canoa ou rabeta as famílias atendidas pelo programa, em sua maioria com crianças menores de 03 anos.

O acolhimento da equipe do PCF de Careiro da Várzea e de seus gestores garantiram o objetivo da viagem de promover um intenso intercâmbio de culturas, conhecimentos e práticas que inspirassem a todos. 

8º Prêmio Salvador Celia

Valorizar boas práticas no cuidado com a primeira infância é o propósito da premiação, uma homenagem a Salvador Celia, reconhecido psiquiatra infantil que dedicou parte da sua vida a estudar e promover ações de cuidado a bebês e crianças.

Com tema “Experiências de atenção e cuidado com a infância que transformam histórias de vida”, a 8ª edição do Prêmio Salvador Celia, agraciou sete visitadores e quatro Agentes Comunitários de Saúde na modalidade Autobiografia. Os premiados com maior pontuação na categoria PIM/PCF e ESF receberam, além do reconhecimento público, troféus e certificação, a viagem como premiação para conhecer programa de visitação domiciliar em outro estado brasileiro, conforme edital.