Jogos com cordas

Jogos com cordas

Colocar cordas ou varas próximas entre si, paralelamente. Solicitar às crianças que caminhem entre elas, sem pisá-las. O facilitador pode estimular a imaginação das crianças dizendo que as cordas são serpentes que estão dormindo e que não devem ser acordadas. Variação...
Atravessando o rio

Atravessando o rio

Colocar blocos de madeira separados a uma distância de 20 cm (a distância pode ser maior, conforme a idade das crianças). Incentivar as crianças a caminharem sobre eles, como se estivessem sobre pedras de um rio.
Batendo palmas

Batendo palmas

Estimular as crianças a caminharem livremente pelo ambiente. As crianças devem ser orientadas a realizar ações a partir dos gestos do facilitador, conforme descrito: quando o facilitador bater uma palma, as crianças devem formar duplas e continuar caminhando de mãos...
Brincando de pegar

Brincando de pegar

Motivar as crianças a correrem livremente pelo ambiente. Orientá-las para que, quando o facilitador disser o nome de um objeto, corram até ele. O facilitador deve tentar pegá-las antes que cheguem ao lugar do objeto.
Brincando em fila

Brincando em fila

Organizar as crianças em filas de quatro ou cinco componentes. Orientá-las a correrem em fila pelo ambiente, sem se chocar nem cruzar com outra fila. Ao sinal do facilitador, a primeira criança da fila passa para o fim, e a segunda passa a conduzir o grupo.
Brincando com barulho

Brincando com barulho

Motivar as crianças a correrem, fazendo muito barulho ao pisar no chão. Orientá-las para que, quando o facilitador fizer um sinal, corram sem fazer nenhum ruído.
Brincando com aros

Brincando com aros

Distribuir aros pelo ambiente. Motivar as crianças a realizar em diferentes movimentos, tendo os aros como referência. Exemplos: – correr sem passar por dentro dos aros; – correr introduzindo o pé cada vez em um aro diferente; – pular de dentro de um...
Gigantes e anões

Gigantes e anões

Contar uma história na qual apareçam gigantes e anões. Quando o facilitador narrar a parte dos gigantes, as crianças devem caminhar nas pontas dos pés; quando narrar a parte dos anões, as crianças devem locomover-se agachadas ou engatinhando.

A tartaruga

Construir um casco de tartaruga (com colchonete, pano, papelão ou outro material) com espaço suficiente para um grupo de seis ou oito crianças ficarem debaixo dele. As crianças devem organizar estratégias para conseguir que a tartaruga avance pelo ambiente. Para isso,...

O alarme

Pendurar, na parte superior de um aro, uma campainha (guiso, chocalho, sininho, etc). As crianças devem passar, uma por uma, através do aro, que é segurado verticalmente, sem fazer a campainha tocar.