Confira as principais premiações e certificações do PIM

2016 | Prêmio Nacional Medalha Zilda Arns de Boas Práticas à Primeira Infância

O Prêmio Nacional Medalha Zilda Arns de Boas Práticas à Primeira Infância é um instrumento para identificar e disseminar as práticas bem sucedidas na área da primeira Infância, que estejam contribuindo de forma significativa para a defesa e garantia dos direitos desta fase tão importante da vida do ser humano. A honraria é entregue em duas modalidades: outorga e concurso. Na modalidade outorga foram premiados Rosa Ortiz (OEA), Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal (FMCSV) e Plan International. O PIM foi premiado na modalidade concurso, assim como o Projeto Pipo e Fifi Primeira Infância do Instituto Cores de Goiás.

2017 | Livro - Primeira Infância Melhor. Transformando a Atenção aos primeiros anos de vida na América Latina: desafios e conquistas de uma política pública no sul do Brasil

O livro de autoria da Karine Verch, coordenadora de pesquisa do PIM, é uma realização do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em parceria com a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal (FMCSV). A publicação retrata os processos de implementação, desafios, conquistas e avaliações do programa gaúcho. O livro recebeu versões em português, inglês e em espanhol.

2019 | Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social - categoria Primeira Infância

O Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social, criado em 2001, é o principal instrumento de identificação e certificação de tecnologias sociais que compõem o Banco de Tecnologias Sociais (BTS). Realizado a cada dois anos, o Prêmio tem por objetivo identificar, certificar, premiar e difundir tecnologias sociais já aplicadas, implementadas em âmbito local, regional ou nacional, que sejam efetivas na solução de questões relativas a alimentação, educação, energia, habitação, meio ambiente, recursos hídricos, renda e saúde.

2019 | Prêmio de Boas Práticas relacionadas à promoção de direitos e atenção à Primeira Infância

Na categoria “Governo”, a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul ganhou o primeiro lugar do prêmio realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com a prática “Promoção de direitos para as mulheres privadas de liberdade e seus filhos: a experiência do Primeira Infância Melhor (PIM) no Rio Grande do Sul”.