São Lourenço da lagoa

Das praias lindas, douradas

Da terra de gente boa

Das noites enluaradas.

Gaivotas em bando

Ao amanhecer

Tão alvas voando

Como é bonito de ver!

E quando a tarde agoniza S

umindo o sol no poente

A lagoa incendeia

Deslumbrando toda a gente!

A tua raça é gaúcha

Mas estendeste a mão

Bondosa e hospitaleira

Ao luso, ao afro, ao alemão.

São para ti estes versos

São Lourenço – tão querida

Orgulhas o sul do país

Te amaremos por toda a vida!

Colaboração de Fernando Aldeia dos Santos (São Lourenço – tão querida) São Lourenço do Sul Verão de 2002