brasilia-mds-1

O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, reuniu-se no dia 4 de julho com representantes nacionais e internacionais para debater a primeira infância. Ele ouviu relatos das experiências trabalhadas que poderão contribuir com o programa nacional que está sendo desenhado pelo ministério.

A reunião sobre a política nacional de atendimento à primeira infância batizada de ‘Criança Feliz’ contou com a participação das representantes do Grupo Técnico Estadual (GTE) do Primeira Infância Melhor (PIM), Carolina Drügg, Giuliana Chiappin e Kenia Fontoura, além da primeira-dama e secretária de Políticas Sociais do Rio Grande do Sul, Maria Helena Sartori.

“A ideia é operacionalizar uma política voltada ao desenvolvimento humano de crianças beneficiárias do Bolsa Família, desde a gestação. Estimamos que existam 4 milhões de famílias do programa com crianças de zero a três anos”, destacou Terra.

Para o ministro, um programa vinculado às famílias mais pobres fortalece a rede socioassistencial e permite a redução da pobreza no Brasil. “Vamos focar o desenvolvimento das habilidades e competências nos primeiros anos de vida para que essas crianças tenham um futuro melhor e ajudem suas famílias a sair da pobreza”, reforçou.

O programa prevê que gestantes e crianças até 3 anos sejam acompanhadas por visitadores capacitados, periodicamente. “Algumas situações só percebemos em casa, como a depressão materna, a violência doméstica, a higiene. A visita domiciliar bem feita resolve uma série de problemas, principalmente aqueles que afetam as crianças”, acrescentou o ministro.

Osmar Terra também ressaltou que o programa da primeira infância será avaliado sistematicamente. “O importante é acordarmos um protocolo mínimo para executarmos e avaliarmos o programa e, assim, conhecermos o impacto nas crianças”.

A consultora da Rede Hemisférica de Parlamentares pela Primeira Infância do México, Gaby Fujimoto, acredita que o Brasil assume a liderança na América Latina ao priorizar a primeira infância. “É um orgulho termos Osmar Terra à frente desse trabalho. Há estudos científicos que mostram que o desenvolvimento humano tem início na gestação. O Brasil já deu um grande passo com o Marco Legal da Primeira Infância e continuará avançando”.

WhatsApp-Image-20160708

Fonte: MDSA