poemas-a-flor-da-pele-simplesmente-assim

Com título “Simplesmente…Assim”, a psicóloga Eliane Tonello escreveu poesia sobre a relação entre mãe e bebê inspirada pelo trabalho de atendimento do Primeira Infância Melhor (PIM) a uma família da Macrorregião Metropolitana. Os versos foram publicados recentemente no livro de coletâneas ‘Poemas à Flor da Pele’.

A ideia surgiu depois que Tonello escutou relato da então supervisora de Pesquisas e Parcerias Externas do PIM, Giuliana Chiappin, de atendimento a família em situação de extrema vulnerabilidade observado durante visita domiciliar. As observações foram relatadas no comitê ‘O Psiquismo dos Bebês’, que acontece semanalmente na Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul (SPRGS) e é coordenado por Chiappin.

Durante discussão sobre questões socioemocionais dos bebês no encontro da SPRGS, a vivência observada foi relatada. “Ao ouvir o relato, sensações e percepções foram acionadas de tal maneira difícil de serem processadas. Foi através da poesia a forma encontrada para simbolizar tais sentimentos”, destacou Tonello.

De acordo com Chiappin, é a experiência das famílias se transformando em arte. “É incrível ver a habilidade que Eliane teve de transformar a dor emocional do bebê em poesia. Bebês e crianças pequenas precisam dos adultos para dar nome e significado aos sentimentos e sensações. Eles dependem dos adultos para sua regulação emocional. Mas antes de mais nada, precisam ser vistos!”, afirma. Ainda sobre a publicação, Chiappin pondera que os mais diversos fatores de vulnerabilidade impedem os adultos de estar atentos às necessidades de suas crianças. “Assim como a autora transformou dor em arte, o PIM transforma vulnerabilidade em vidas mais saudáveis”, conclui.

WhatsApp Image 2016-11-11 at 10.47.48
WhatsApp Image 2016-11-11 at 10.47.43

WhatsApp Image 2016-11-11 at 10.47.55