Governo capixaba interessado na implantação do PIM

09/10/2007

Governo capixaba interessado na implantação do PIM

O vice-governador do Espírito Santo, Ricardo Ferraço, esteve em Porto Alegre, no dia 9 de outubro, para ver o funcionamento do Primeira Infância Melhor – PIM.

Ferraço, junto com sua comitiva, esteve na Vila Safira Nova, na Capital, onde acompanhou o trabalho dos visitadores do PIM junto da secretária adjunta da Saúde do RS, Arita Bergmann.  

 

Foto: Pedro Marques do Nascimento/SES

Durante a visita, o vice-governador conversou com uma mãe sobre os benefícios do programa.

A visitadora orientou a mãe e a auxiliou na confecção de brinquedos pedagógicos para a pequena Franciele, de nove meses. Além da orientação pedagógica, os pais também são esclarecidos, pelos visitadores, sobre as conseqüências danosas provocadas por estresse e uso de álcool e drogas, que afetam as conexões dos neurônios dos bebês.

De acordo com Ferraço, o interesse pelo programa deve-se pela enorme repercussão que ele tem frente à população. “Vimos na internet os números e o funcionamento do PIM, e decidimos vir até aqui para, quem sabe, colocarmos em prática em nosso Estado.”

Pais e mães aprendem, por exemplo, que os bebês, a partir do sexto mês de gestação, já distinguem vibrações sonoras e percebem as vozes das pessoas com quem convivem. “Portanto, a interação pais/filhos é importante durante a gravidez, da mesma foram que contar histórias e conversar com as crianças, desde muito cedo. Isso reforça a ligação entre pais e filhos”, afirma a coordenadora estadual do programa, Leila Almeida.

Depois da visita à vila porto-alegrense, a comitiva capixaba acompanhou uma apresentação detalhada sobre o funcionamento do PIM na SES.