edusp-visitacao-domiciliar

O Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) lançou o livro ‘Visitação Domiciliar: Prevenção da Violência e a Promoção do Desenvolvimento Saudável na Primeira Infância’. A obra traz em seus artigos o reconhecimento do Primeira Infância Melhor (PIM) como importante trabalho de atenção a crianças menores de 6 anos e destaque no setor público na cultura de avaliação e de financiamento de políticas e programas baseado em evidências, com foco no desenvolvimento infantil.

A publicação oferece panorama sobre programas de visitação domiciliar voltados à primeira infância, etapa considerada fundamental para a construção da estrutura cognitiva e afetiva do indivíduo. O objetivo da obra é destacar a visitação domiciliar como importante estratégia de prevenção primária da violência contra a criança e, sobretudo, como ação capaz de promover seu desenvolvimento saudável.

O PIM é citado na introdução do livro como a política melhor estruturada de promoção do desenvolvimento infantil em curso no Brasil. A política pública do Rio Grande do Sul permeia vários capítulos da publicação, como no artigo sobre programas de visitação domiciliar de desenvolvimento da primeira infância. “[O PIM] busca empoderar os pais a estimular e promover as habilidades/capacidades físicas, intelectuais, sociais e emocionais da criança, considerando seus diferentes estágios de desenvolvimento”, ressalta o livro.

No artigo ‘O Investimento em Programas de Visitação Domiciliar em Comunidades Rurais Indígenas’, o PIM é destacado como “excelente exemplo de coordenação e boa governança de nível intersetorial. Construiu sistemas de monitoramento que fornecem informações precisas a equipes especializadas, que, por sua vez, informam cada setor relevante e lideram o processo de criação de estratégias e tomada de decisões.”

Já o capítulo intitulado ‘Investimento na Primeira Infância: Desenhando um Futuro Melhor por meio da Visita Domiciliar’ foi elaborado pelas técnicas do Grupo Técnico Estadual (GTE) do PIM Carolina Drügg, Karine Verch e Kênia Fontoura. O artigo é dedicado exclusivamente à experiência do PIM, ao fortalecimento da família para proteção da criança e ao relacionamento do visitador com as famílias.

O livro reúne também artigos com relatos de diversas experiências, tanto brasileiras quanto de outros países, que passam pelos desafios da identificação dos maus-tratos, da implementação de políticas públicas efetivas, da formação dos profissionais, entre outros.

A obra foi organizada por Renato Alves, Roberta Astolfi e Nancy Cardia e já está disponível na livraria da Edusp. O NEV-USP é um dos Núcleos de Apoio à Pesquisa (NAP) da Pró-Reitoria de Pesquisa Universidade de São Paulo (PRP-USP). Desde de 1987, o NEV-USP desenvolve pesquisas e forma pesquisadores por meio de uma abordagem interdisciplinar na discussão de temas relacionados à violência, democracia e diretos humanos.