Mãe, presente divino

Quanta ternura traduz

Este nome pequenino

Fulgurante como a luz.

Mãe é a palavra primeira

Que se aprende a balbuciar

Mãe! Nossa amiga verdadeira

Doce rainha do lar.

Neste dia venturoso

Eu também quero saudar

Com um verso primoroso

E à minha mãe ofertar.

Aceite pois, mamãezinha,

Esta pequena oração

Que tua meiga filhinha

Arrancou do coração!